26
abr

COMO CONTRATAR ATRAÇÃO PARA EVENTOS CORPORATIVOS

Palestra Motivacional
Palestra Motivacional

Eventos corporativos, diferentemente de festas sociais, não são festas de vaidades, mas momentos importantes de posicionamento das organizações.

Por este motivo contratar uma “atração” não é uma tarefa fácil. É um desafio constante!

Como saber exatamente o que os convidados do evento esperam ou ainda mais desafiador: contratar um especialista em tornar tangível aquilo que é intangível, transformando o que a organização precisa comunicar para o público alvo daquele evento em um momento agradável, marcante e se possível, inesquecível, pelo menos até o próximo ano.

Vivenciando junto com nossos clientes, nestes 25 anos de atendimento as corporações, as dificuldades para se criar eventos corporativos únicoss que auxilie a produzir a mentalidade necessária nos convidados.

Junto com diferentes times de profissionais que eu pessoalmente formei aqui no Brasil, já criei mais de 1.500 projetos diferentes envolvendo técnicas de ilusionismo e executamos a maioria, através de milhares de shows exclusivos, espetáculos “on demand”, palestras inspiracionais, workshops, ações espetaculares, ações para pontos de venda, brindes, presentes corporativos, atividades vivenciais, mestre de cerimonias, e merchadising em programas de televisão.

Cada evento tinha sua peculiaridade. Alguns eventos corporativos eram pequenos, mas exigiam muita atenção em cada detalhe. Outros eram grandiosos eventos, com uma responsabilidade também gigantesca, envolvendo a reputação da marca. Alguns permitiam o uso de muitos recursos. Outros com recursos limitadíssimos. Algumas apresentações duravam duas horas, outras, não podiam passar de 3 minutos. Porém independente destas diferenças havia um ponto em comum para todas: Todas as vezes que éramos contratados, a corporação contratante passava por um momento de grande virada que exigia uma maneira diferenciada de se comunicar para os convidados, a necessidade de mudança de um modelo mental.

Baseado nesta experiência prática aqui no Brasil e no Exterior, cito 5 pontos fundamentais presentes em todo evento corporativo de sucesso, onde o organizador não pode ter medo de ousar, mas também, não pode se sujeitar a nenhum risco de cometer erros.

PONTO 1: SE DESEJA OUSAR, OUSE COM QUEM TEM REPUTAÇÃO E EXPERIÊNCIA.

Se é necessário ousar, que ousemos com segurança. Quando buscamos algo inovador, significa que ninguém ainda fez. Tudo o que não foi feito ainda, oferece um risco. Mas por este motivo, o organizador deve reunir fornecedores experientes de cada área, para juntos chegarem no melhor formato para esta grande ousadia. É uma operação de guerra, onde o objetivo é sairmos vitoriosos, sem “baixas” de preferência. Trabalhar com os melhores profissionais ou com os fornecedores que são referências em suas áreas faz toda diferença no resultado da ousadia.

PONTO 2: SEJA HONESTO E SINCERO. COMPARTILHE SEUS MEDOS E DESEJOS.

Se eu não sei onde quer chegar, fica difícil para o meu time fazer o melhor que eles podem oferecer. É necessário transmitir sentimentos, nem que muitas vezes, não sejam claro. O organizador do evento sabe a responsabilidade que tem em mãos e intuitivamente sabe também os pontos fracos e fortes dos eventos corporativos que organiza. Não transmitir suas dúvidas e seus anseios para o seu time de fornecedores, aumenta o risco de se chegar a um projeto sem o impacto necessário ou ainda a um resultado diferente do esperado.

PONTO 3: O SEGREDO DA “MÁGICA” ESTÁ NO BACKSTAGE!

O que acontece no backstage determina o sucesso ou fracasso da apresentação. Isto é valido para o ilusionismo, mas também para eventos corporativos. O backstage é a infraestrutura que ninguém vê, mas que torna possível o encantamento do espetáculo que todos enxergam. Olhar para onde todos olham e enxergar aquilo que ninguém vê. Esta é uma frase que eu utilizo sempre e digo que é valido não só para mim, mas para todos que estão envolvidos no espetáculo. O mesmo deve acontecer no evento corporativo. Perguntar sempre para o time: o que NÃO ESTAMOS ENXERGANDO? Esta é a pergunta de qualidade que devo sempre fazer.

PONTO 4: ANTECIPE TUDO.

Antecipar faz parte de uma sabedoria importante para quem deseja encantar. Quando crio algo que não existe fisicamente, preciso criar esboços, analisar criticamente o que vejo, e levantar questões que precisam ser modificadas ou aprimoradas. E isto exige um tempo violento. Por este motivo, não perca a oportunidade de levantar uma questão hoje. Transmita tudo o que puder transmitir de informações e orientações hoje. Amanhã pode ser tarde. Use e abuse do conhecimento do seu time. Se são os melhores, não se importarão em responderem ou em pesquisarem respostas nas áreas em que são especialistas.

PONTO 5: SER PIONEIRO OU GARANTIR MAIS DO MESMO?

Ser pioneiro tem seus riscos. Quando trouxe o ilusionismo ao Brasil e iniciei, pioneiramente nesta área, o desenvolvimento da arte e do empreendimento, senti o impacto da minha decisão. Com certeza, ser o segundo seria mais confortável. Paga-se muito alto para ser o primeiro. O segundo evita os excessos do primeiro e faz algo semelhante. Porém é o primeiro que traz a inovação. Ser o pioneiro traz a possibilidade de impactar pessoas não só pela experiência vivida fisicamente, mas pelo fato de se produzir na mente humana um modelo de ousadia e determinação em compartilhar uma idéia inovadora com os convidados. Por este motivo, aquele que deseja inovar, precisa sempre pensar se está disposto a levar até o fim o seu plano, ou se corre o risco de no meio do caminho, ter receio do resultado e voltar para trás. Por isto até mesmo para se decidir se é hora de ser o pioneiro ou de apenas garantir mais do mesmo, é necessário reunir um time de conselheiros, incluindo os possíveis envolvidos no projeto (fornecedores técnicos, diretores, consultores, especialistas de cada área). O importante é ter um posicionamento firme em relação ao que foi decidido, pois ser o primeiro a realizar um feito é ouvir muitos argumentos contrários a isto.

ISSAO IMAMURANa próxima semana falarei sobre o que é METÁFORAS ILUSIONISTAS.